DETALHADO: A fascinante teoria da Terra Oca

A Teoria da Terra Oca circula pela comunidade científica há alguns séculos, as primeiras formulações  científicas sobre essa teoria, datam do século XVII, pelo astrônomo britânico Edmund Halley. O sobrenome soa familiar, não é mesmo? Bem, foram os cálculos de Halley que determinaram quando o cometa que recebeu o seu nome passaria novamente próximo à Terra. A teoria propunha um planeta formado por camadas concêntricas e espaçadas entre si. Nos séculos seguintes, a tese serviu de base para o enredo de diversas obras esotéricas e literárias (incluindo de Julio Verne – Viagem ao centro da Terra). Essa teoria também estava associada a outras como a de o interior da terra ser habitado por animais e com entradas localizadas nos pólos terrestres.

Mas será que pode haver um mundo dentro de nosso mundo e com todo o tipo de vida,  seria possível? Muitos cientistas afirmam que sim, e a história nos revela, através dos mitos de civilizações antigas que isso não só é possível, mas real. Buscamos tanto conhecimento do lado de fora e esquecemos do que está aqui bem de baixo de nós. E antes que você diga que isso é loucura, considere que, Galileu teve de se pronunciar a inquisição por defender a teoria Heliocêntrica, e Ptolomeu  deve ter encontrado muitas “dificuldades” ao ter a  brilhante ideia de uma terra  esférica, contrariando  a todos que acreditavam que a terra era plana.

Nas antigas crenças, mundos ocultos sob a superfície da Terra sempre tiveram destaque. Budistas da Ásia central acreditavam  no Reino de Agartha (Falaremos sobre isso em outro post), um labirinto subterrâneo que abrigava populações de continentes extintos. Ali, seu líder sagrado, o “Rei do Mundo”, comandava esse centro de progresso intectual, de razão desenvolvida e conhecia todas as forças da Terra, lia todas as almas, conhecia todos os destinos. Platão também abordou o tema, assim como Gilgamesh entre outros.

O MAMUTE DA SIBÉRIA

No século 19, a descoberta de um mamute na Sibéria serviu de evidência para a teoria, e Marshall Gardner — outro defensor da ideia — dizia que o animal havia se mantido tão bem preservado porque havia morrido recentemente, depois de sair pela abertura no Polo Norte e morrer congelado, o fato intrigante é que aquele mamute morrera de pé e tinha ainda restos de capim entre os dentes, naquela época a ciência já sabia que os mamutes tinham desaparecido da face da Terra há, pelo menos, 10 mil anos. Gardner acreditava que outros animais tidos como extintos também viviam livremente no interior do planeta, e que os esquimós e os mongóis eram originários de lá os defensores afirmavam ainda que existiam um sol interno no interior da terra que seria a fonte de luz e energia para os seres vívidos ali.

A TEORIA ATUAL DA TERRA OCA

A Terra possui um “Sol” interno, três pontos onde a gravidade é zero e duas enormes aberturas nos pólos que interligam a superfície interna e externa.

A explicação para esses fenômenos é relativamente simples de se entender: o movimento de rotação do planeta arremessa a sua  massa para longe do centro, da mesma forma que o giro de uma máquina de lavar arremessa as roupas para os lados deixando o seu centro oco. Uma comparação melhor é a de um motociclista em um “globo da morte”: a rotação impede que ele caia mesmo quando está de cabeça para baixo. A única diferença é que no globo da morte o motociclista é quem está girando e não o globo.

Quando a Terra estava sendo formada, e os seus componentes estavam em estado líquido, os materiais mais pesados foram se concentrando no centro, enquanto que a rotação manteve os materiais mais leves distantes do mesmo. A medida em que o planeta foi se solidificando, criou-se um perfeito equilíbrio entre o movimento de rotação e a gravidade. “Atração” gravitacional é menor na superfície interna, o que, entre outras coisas, permite um crescimento maior das plantas e dos animais.

AS ABERTURAS POLARES

 

Mas e você leitor, acredita que nesta teoria fascinante? Veja o vídeo abaixo e tire suas próprias conclusões.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. John disse:

    Desde a primeira vez que vi essa teoria me senti fascinado por ela.

    Curtir

    1. Helton disse:

      Digo o mesmo

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s