Mistérios da Pedra da Gávea

Localizada na cidade do Rio de Janeiro, está talvez a mais intrigante montanha de pedra do Brasil. Com uma altura de quase 900 metros, entre os bairros da Tijuca e São Conrado, está a Pedra da Gávea, que ainda intriga  historiadores e arqueólogos.

A pedra se assemelha com a face de um gigante, onde existem inscrições que dificilmente seriam moldadas por forças naturais. Ainda não há uma prova de quem as fez ou porquê, e assim como a Pedra do Ingá, essa entra na lista como um dos lugares mais misteriosos do Brasil.

As primeiras pesquisas na região datam da época de D. Pedro I, e só se tornaram constantes em meados do século passado. Muitos acreditam que a Pedra da Gávea seja na verdade um túmulo de um rei fenício e várias escavações tentaram comprovar isso, sem sucesso.

Em 1972, escaladores da “Equipe Neblina” escalaram o “Paredão do Escaravelho”, a parede do lado leste da cabeça, e cruzou com as inscrições fenícias, que ficam há cerca de 30 metros abaixo do topo da cabeça, de um modo muito difícil de se alcançar o lugar das inscrições. Embora o Rio de Janeiro tenha uma alta taxa anual de chuvas, as inscrições ainda estavam quase intactas.

A imagem acima mostra com o que a esfinge teria se parecido quando foi construída.

Mais alguns fatos que levaram à muitas histórias sobre a rocha:

– A aparência da grande cabeça com os dois olhos (não muito profundos e sem comunicação entre eles) e as orelhas, e o local de um nariz;
– As pedras enormes no topo da cabeça que se assemelham a uma espécie de coroa ou adorno;
– Uma cavidade enorme na forma de um portal no norte-leste parte da cabeça que é de 15 metros de altura, 7 metros de largura e 2 metros de profundidade;
– Um observatório na parte Sudeste como um dólmen, contendo algumas gravuras;
– Um ponto culminante como uma pequena pirâmide feita de um único bloco de pedra no topo da cabeça;
– As famosas e controversos inscrições no lado da rocha;
– Algumas outras inscrições pequenas se assemelham a cobras, raios de sol e etc, localizados em todo o topo da montanha;
– O local de um suposto nariz, que teria caído há muito tempo.
Roldão Pires Brandão, o presidente da Associação Brasileira de Espeleologia e Pesquisa Arqueológica no Rio e um dos muitos fãs da Pedra declarou:
“É uma esfinge gravada em granito pelos fenícios, que tem a cara de um homem e o corpo de um animal deitado.
A cauda deve ter caído por causa da ação do tempo.
A rocha, vista de longe, tem a grandeza dos monumentos faraônicos e reproduz, em um de seus lados, a face severa de um patriarca”.

Sabe-se hoje como UM FATO HISTÓRICO DOCUMENTADO que em torno de 856 a.C., Badezir ocupou o lugar do seu pai no trono de Tyro, na Fenícia, hoje o Líbano.

Seria a Pedra da Gávea o túmulo deste rei?

Foto da inscrição

LAABHTEJBARRIZDABNAISINEOFRUZT

Que lidas ao contrário:

TZUR FOENISIAN BADZIR RAB JETHBAAL

Ou:

TIRO, FENÍCIA, BADEZIR PRIMOGÊNITO DE JETHBAAL

Será que a pedra da Gávea é a cabeça de uma gigante esfinge que guarda uma tumba de um rei fenício? Ou foi simplesmente esculpida pela natureza?

SHAMBALAH
Shambalah seria a capital de AGHARTA, um vasto império subterrâneo que, de acordo com seus adeptos, teria milhões de habitantes eme várias cidades subterrâneas espalhadas pelo planeta.
Alguns adeptos sustentam que este mundo subterrâneo tem compartimentos secretos dentro da base da pirâmide na Planície de GIZÉ, nas grandes pirâmides, notadamente naquela atribuída a sua construção à Quéops (a grande pirâmide do Egito.
De acordo com as mesmas pessoas, há três entradas para Agharta localizadas no Brasil:
Sete Cidades do Piauí, Serra do Roncador (Na SERRA AZUL, em BARRA DO GARÇAS, MT) e outra na Pedra da Gávea (RJ), a qual teria um “portal” para acessar o mundo de Agharta.

Acima está a foto do possível “Portal” existente na Pedra da Gávea,
levando para um possível acesso ao mundo de “Agharta”

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Alice disse:

    Opa! Falei besteira! Hahaha
    Ghandi não, Dalai Lama!
    Abç

    Curtir

  2. Alice disse:

    Olá amigo(a)!
    Você já deve ter ouvido falar do Maciço do Itatiaia, ponto culminante do Rio de Janeiro. Adorei essa pesquisa sobre a pedra da gávea, e te digo que existem varios mistérios aqui em Itatiaia também. Conversando com um professor de Biologia da UFRJ, descobri que há uma intensa atividade magnética no parque. Um cristal que Ghandi deu a Lucélia Santos e uma espada de Paulo Coelho estariam enterrados aqui. Fora o que não sabemos das épocas em que aqui viviam os Puris. Infelizmente existem poucas informações a respeito desse extinto vulcão da Mesozóica. Sugiro que pesquise um pouco, é fascinante! E se encontrar algo relevante, poderia compartilhar? A energia aqui é poderosa, gostaria muito de saber mais sobre os mistérios deste lugar maravilhoso! Parabéns pelo blog. Continuemos questionando!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s