O Lago dos Esqueletos

Lago dos Esqueletos: por que um lago na Índia está cheio de ossos humanos?

Existem alguns mistérios que são realmente fascinantes, como é o caso do lago Roopkund, na Índia, também conhecido como “Lago dos Esqueletos”. O local — que fica em uma região isolada dos Himalaias a mais de 5 mil metros de altitude — ganhou essa fama depois que, em 1942, centenas de esqueletos humanos foram descobertos por um guarda.

Até o momento da descoberta, os ossos permaneceram congelados em um glaciar, e em um primeiro momento, como os esqueletos foram encontrados durante a Segunda Guerra Mundial, as autoridades pensaram que eles poderiam pertencer a invasores japoneses. No entanto, logo ficou claro que os ossos eram mais antigos, e as suspeitas se voltaram a uma tropa da Caxemira que havia desaparecido na região um século antes.

Teorias

A hipótese da tropa parecia bastante convincente graças à quantidade de esqueletos descoberta, e as causas das mortes logo foram relacionadas com possíveis desastres naturais, suicídio em massa, ataques e doenças. No entanto, na década de 60 os ossos voltaram a ser analisados, e desta vez descobriu-se que, na verdade, eles datavam de um período entre 500 e 800 anos atrás, e mostravam traumas que pareciam haver sido causados por algum evento violento.

Desta vez, com base nos ferimentos presentes nos esqueletos, a teoria sobre sua procedência foi relacionada a uma invasão frustrada ordenada por um sultão indiano no século 14. Isso até que, em 2004, uma equipe da National Geographic foi enviada para investigar e, mais uma vez, as teorias anteriores foram jogadas por terra. Exames de DNA revelaram que os esqueletos tinham aproximadamente 1.200 anos, e que pertenciam a dois grupos diferentes de pessoas.

Para os cientistas da NatGeo, os ossos possivelmente pertenciam a peregrinos que contrataram guias mongóis locais para atravessar as montanhas. Além disso, os esqueletos traziam muitos traumas na região da cabeça e dos ombros, e bem poucos em outras partes do corpo. Esses danos não eram consistentes com ferimentos provocados por cortes ou ataques de espadas, como normalmente se observa em antigos campos de batalha.

Mistério e lenda

Os traumas presentes nos esqueletos parecem ter sido provocados por objetos esféricos, levando os cientistas a concluir que a causa das mortes provavelmente foi uma devastadora tempestade de granizo que surpreendeu a caravana de peregrinos no caminho. O curioso é que uma lenda local parece apoiar essa hipótese.

Existe uma canção, conhecida por pessoas que vivem próximo ao lago, sobre um grupo de viajantes que estavam atravessando as montanhas, mas que não respeitaram a deusa da região, chamada Nanda. Enfurecida, a divindade mandou uma terrível tempestade de granizo que arrasou a caravana, e depois a deusa se desfez dos corpos jogando-os no lago.

Aproximadamente 200 esqueletos foram estudados até o momento, mas acredita-se que o número total seja próximo a 600. Contudo, o sítio não foi isolado nem escavado corretamente e, infelizmente, o local se transformou em uma atração sinistra que atrai centenas de turistas todos os anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s